Meu amigo evangélico que é poeta!:)

Em busca de uma sáida…

Eu tenho um vizinho que tem uma padaria aqui no bairro. Ele é muito educado, simpático, gente boa, mas… evangélico! Até aí tudo bem se ele não ficasse a deleitar-se comigo contando seu passado suntuoso de belas mulheres e bebidas disfarçando como se fosse um “testemunho” de seus ex-pecados. Eu fico ouvindo sobre a mulherada que ele conquistava, as mais belas, as mais gostosas, etc…

Entre uns pãezinhos e duzentos gramas de queijo, eu esqueço que deixei meu computador ligado a mercê de meus gatos internautas e relaxo, tentando adivinhar de que planeta teria vindo este meu amigo de Deus. Como é que pode alguém acreditar em uma mentira deslavada dessas! Cada mulher que passa ele, achando que estou embevecida pelo assunto, olha descaradamente pro lugar que deveria ser o inferno pra ele: o glúteo!

Eu finjo que nem vejo sabe, já estou acostumada, eu mesma vítima dessas observações pecaminosas hehe. Como tudo para mim, louca que sou, soa como a coisa mais normal do mundo, estabelecemos esse nosso “segredo”, ele prega a Palavra, eu finjo que escuto e fingimos os dois que não há glúteos passando na calçada.

Até aí, normal, né… mas outro dia esse meu amigo me veio com uma que realmente me chocou. Ele é casado mas estava estranho nesse dia, olhos brilhantes, rosto enrubecido, lábios úmidos. Arqueei a sobrancelha e pedi meu queijinho de sempre, mas como era de se esperar lá veio ele hablar com Daisynha. Qual não foi minha surpresa quando, no lugar de falar as baboseiras de sempre, ele se dirigiu a mim com poemas e poesias compostas por ele!! Não, não eram pra mim e possivelmente também não eram para sua sem gracinha esposa não. Detalhe: ótimas poesias mesmo!

Daí fiquei sabendo, mais interessada que estava, que ele sempre escrevera poesias e tinha muitas publicadas e premiadas até. “E quanto a Deus?”, perguntei, já olhando o “crente” com melhores olhos. Ele deu de ombros, embrulhou meus pãezinhos e se limitou a dar-me um sorriso de poeta: “Se ela, a poesia está em mim, significa que Deus nada poderá fazer…”

Cada uma… hehe.. )

Compare Preços de: DVD, MP3, LCD, Plasma, HDTV, Home Theater no Buscapé.

Minha tara!:P

Pura química…

Todo mundo tem, segundo Freud e eu, se ele não disse eu digo: todo mundo tem uma tara!

Vamos de vagar, muita calma nessa hora. Entendo por “tara” aquilo que nos causa imenso prazer e que necessariamente não tem que ser segredo muito menos ilegal, correto? Well, estou pensando nisso porque tara é igual a vício e volto a dizer, vícios não têm que ser tacanhos nem simplórios e nem proibidos!

Vício é algo que nos acostumamos a praticar e mesmo em continuidade contínua nos causa prazer:)

Vícios são detalhes próprios do ser humano e a palavra é tão sugestiva quanto funesta, mas pode até ser romântica se bem usada, sem excessos ou dependências.

Esse post é bem pequeno para não ficar viciada em alugá-los.

Nunca, em nenhum momento de suas vidas, sintam-se acabrunhados ou envergonhados por terem algum tipo de vício: são sentimentos que de alguma forma nos fazem companhia.

No momento, meu vício, e estou em franca dependência, é receber e-mails… fico nervosa quando não vejo um novo em minha lista… tremo e quase choro… sinto frio e rezo até a “Ave Maria” para alguém me mandar uma mensagem..

Dizem que o primeiro passo é assumir que se é viciado. Eu sou! Dependente de e-mails hehe…

daisyescriba@hotmail.com :*

Compare Preços de: Novelas, Assinaturas da Playboy, Assinaturas da Veja no Buscapé.