Motel

 Esse livro…

Toda vez que ele marcava encontros era sempre em motéis, nunca em restaurantes, bares, cinema, teatro… sempre em algum motel. Ela já tinha 27 anos, era uma mulher e claro que entendia que ele só poderia ser casado, mas isso pouco importava. Era uma paixão física que passaria…

Mas ele acabou falando sobre o  assunto. Era sim casado, mas a esposa residia em outra cidade, ele tinha alí uma casa de veraneio, onde sempre passava uns dias a sós para escrever. Era um escrtitor, então! Já sabia alguma coisa mais consistente sobre ele… era um escritor!…

Caminharam até sua bela casa e ficaram na varanda fresca, tomando brisa de final de tarde. Ele, muito tranquilo passava os olhos em alguns manuscritos. Era muito bonito, ela observava, um perfil marcante, boca decidida, ela riu, boca decidida a beijar e como gostava de beijar… um beijo fresco e quente ao mesmo tempo, um beijo molhado e apaixonado como ela jamais vira ou sentira…

Entre as idas e vindas de seu escritor, meses se passaram e ela estava irremediavelmente apaixonada pelo poeta… Ele lhe dissera que quando terminasse seu romance, viajaria para a Argentina a fim de promover seu livro pois teria este uma edição também naquele país. Agora ele estava pra chegar e ela  tremia por todo o corpo pois sabia que seria a despedida, ele, seu escritor iria embora e provavelmente não o veria mais. Teria como consolo, ler seus livros, um a um e se enroscar debaixo do edredon com aquele último romance… Era um romance secreto, nunca a deixava ler os manuscritos. Suspirou… só o leria  depois de pronto. Mal poderia esperar por este momento.

Hoje entregaria-lhe as chaves da casa que ele deixava com ela. E ele lhe entregaria o livro novo, entregaria o abandono de seus dias seguintes. Caminhou pela varanda, acariciou as plantas e flores que não veria mais.

Foi ao quarto onde tantos momentos ternos e de paixão passaram juntos. Sentiu o cheiro deles no ar, seu perfume com o dele misturados na atmosfera, sabia que jamais voltaria a fazer amor com seu escritor.

O ruído do carro chegando a despertou dos devaneios. Se ajeitou diante do espelho, enxugou as lágrimas e foi ao seu encontro. Ele se aproximou e a abraçou com tanto amor que ela mal pode respirar. Soltou-a e mostrou-lhe o livro editado. Só deu pra ler o  título porque ele a abraçava novamente… “O amor inventa o livro”… Era a história deles desde quando começaram a se encontrar naquela linda casa de praia que provavelmente seria dela para sempre… S2

Compare Preços de: Novelas, Assinaturas da Playboy, Assinaturas da Veja no Buscapé.

Anúncios

Sua opinião me interessa ;)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s