Primavera – tempo de se apaixonar! =P

 sensualbuterfly.jpg

Será que é certo, será que não…? É pecado ter tesão?

Não sei se é crendice popular, invenção de poetas, ou algo tão metafísico ou astronômico que não se tenha explicação lógica para o fenômeno. Mas é certo que na primavera muitas coisas inusitadas podem acontecer…

Quem não tem uma historinha romântica pra contar desta estação, hein? Para mim é sempre um risco porque já tenho umas tantas primaveras tentando me reapaixonar pela mesma pessoa porque se a gente sai de órbita, complica, certas coisas ainda são de mau tom aqui no Brasil, como por exemplo manter duas paixões ao mesmo tempo-tempo, beija-beija, embora isso não seja crime e nem novidade para esta aqui. ;)

Mas eu tenho licença poética, sabe, preciso de combustível para me inspirar. Portanto aviso aos incautos: cuidado!, a fera está a solta (brincadeirinha!). P

Primavera é mesmo uma estação magnífica, e o melhor é que depois vem o verão, aí, conforme for, a paixão dá uma prolongadinha, né? E tudo na praia é mais sensual (volto a nadar e pegar onda, apesar de estar um pouquinho mais madura) !

Mas paixão é boa em qualquer lugar, até no fim do mundo… em qualquer tempo. Paixão é o sentimento mais excitante que existe porque passa rápido, não é enfadonho e lembramos pra sempre, sem dor. E cada beijo é sempre como se fosse o primeiro, ai!…

Em homenagem à aproximação desta estação das flores e do tesão, vou postar Hilda Hilst (começo séc. XX, uma poeta vanguarda que pensava mais ou menos como eu). P

Do desejo (trechos)

I

Porque há desejo em mim, é tudo cintilância.
Antes, o cotidiano era um pensar alturas
Buscando Aquele Outro decantado
Surdo à minha humana ladradura.
Visgo e suor, pois nunca se faziam.
Hoje, de carne e osso, laborioso, lascivo
Tomas-me o corpo. E que descanso me dás
Depois das lidas. Sonhei penhascos
Quando havia o jardim aqui ao lado.
Pensei subidas onde não havia rastros.
Extasiada, fodo contigo
Ao invés de ganir diante do Nada.

IV

Se eu disser que vi um pássaro
Sobre o teu sexo, deverias crer?
E se não for verdade, em nada mudará o Universo.
Se eu disser que o desejo é Eternidade
Porque o instante arde interminável
Deverias crer? E se não for verdade
Tantos o disseram que talvez possa ser.
No desejo nos vêm sofomanias, adornos
Impudência, pejo. E agora digo que há um pássaro
Voando sobre o Tejo. Por que não posso
Pontilhar de inocência e poesia
Ossos, sangue, carne, o agora
E tudo isso em nós que se fará disforme?

V

Existe a noite, e existe o breu.
Noite é o velado coração de Deus
Esse que por pudor não mais procuro.
Breu é quando tu te afastas ou dizes
Que viajas, e um sol de gelo
Petrifica-me a cara e desobriga-me
De fidelidade e de conjura. O desejo
Este da carne, a mim não me faz medo.
Assim como me veio, também não me avassala.
Sabes por quê? Lutei com Aquele.
E dele também não fui lacaia.

Os versos acima foram publicados no livro “Do desejo”, Editora Pontes – Campinas (SP), 1992, e foram extraídos do livro “Os cem melhores poemas brasileiros do século”, editora Objetiva — Rio de Janeiro, 2001, pág. 289, uma seleção de Ítalo Moriconi.

PERGUNTA

Sem clichês, convido alguns amigos para me dizerem, sem pudor ou vergonha:

Já “pagaram esse mico” de amar duas pessoas ao mesmo tempo?

Respondam por aqui ou façam um artigo sobre o tema em seus blogs. O amor é lindo e sem vergonha! =P

Passo a bola:

Obs – a lista está propositalmente desordenada para que não respondam “certinho”, e as mulheres de propósito no final, porque a última palavra é sempre nossa. P

– Diego – wordpress@livrodemochila.com

– Ale – http://www.alessandromartins.com/

– Christian – http://www.escribacafe.com/

– Alexandre Kovacs – http://mundodek.blogspot.com/

– André – http://www.lendo.org/

– Rodrigão – http://www.bravus.net/

– Ceci e João Varella – http://curitibocas.blogspot.com/

– Daniel Lopes – http://www.danielslopes.com/

– Maldito – http://estamosnamerda.blogspot.com

– Rafael – http://leituradiaria.com/

– Ulisses – http://incautosdoontem.blogspot.com/

– Maga – http://metamorfosepensante.wordpress.com/

– Patrícia – http://www.patriciahh.blogspot.com/

– Karina Kendra – http://www.vidamagica.blogger.com.br/

– Rita Costa – http://ritacosta-almadepoesia.blogspot.com/

– Marco – http://wastelandia.blogspot.com/

– Jefferson – http://www.librulumen.blogspot.com/

– Daniela – http://trecosetrapos.org/weblog

– Olívia – http://www.verbeat.org/blogs/forsit/arquivos/012253.html

Prêmio: Estarei mandando um livro especial para o comentário que mais sincero e corajoso me parecer. E para não parecer “propaganda enganosa”, me cobrem pelo tel. (21) 3347- 3573.

Beijos e boa primavera! )

Anúncios

Sobre Day

As pessoas que consideram que a coisa mais importante da vida é o conhecimento lembram-me a borboleta que voa para a chama da vela, e, ao fazê-lo, queima-se e extingue a luz. (Tolstoi)
Esse post foi publicado em Poetizando. Bookmark o link permanente.

Sua opinião me interessa ;)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s