Arquivo do mês: outubro 2007

A verdadeira paixão – eterno Carlitos (agora com Kito Mello)

A pergunta que te faço, moça que escreve e faz roteiros, Scripts de humor, tragédia, infantis e amor, Não fiques triste com o que te falarei, Não creias que não seja eu o teu amigo porque sou! Como eu não … Continuar lendo

Publicado em Arte e etc. | Deixe um comentário

O preconceito de Lolita pela lente underground

“EU TERIA A CADA SEMANA UM MENINO PARA AMAR…”  LEGADO AOS PEQUENOS PRÍNCIPES Se eu fosse uma deusa, ou mesmo semideusa, Decretaria na Terra o fim do Preconceito. Não haveria um mortal vivo que praticasse tal crime; O amor seria pleno … Continuar lendo

Publicado em Poetizando | Deixe um comentário

Niltinho, Saquarema e a Igreja Universal

Recebi uma visita inusitada esta semana: Niltinho! Ele mesmo, de novo. Não nos víamos há uns três ou quatro anos. Como sua família mora no Flamengo, eis que ele resolve aparecer aqui no Rio. Mas desta vez não há nada … Continuar lendo

Publicado em faz-me rir... | 2 Comentários

Vamos?

Eu vou pegar a estrada e buscar você onde estiver! Vá preparando tua mochila e teu futuro. Esquece tudo que viveu até agora porque vou aí te apanhar com a boca na botija, com a boca pra um beijo com … Continuar lendo

Publicado em Poetizando | Deixe um comentário

Bom final de semana só com sol e Cazuza

 BRASIL TV Aqui nesta esquina do Brasil Eu te peço um pouco de mingau Mingau de amendoim com nata Eu sou romântico nato Feito foda de gato Balanço de barco num mar Bem morno, um transtorno de par Te amei … Continuar lendo

Publicado em Arte e etc. | Deixe um comentário

Mais uma cena de cinema

Ele _ Você costuma vir sempre aqui? Ela _ Onde, exatamente? Assistir ao por do sol? Ele _ Também… Ela _ Não entendo… Ele _ Tem por costume entrar na vida de um homem e não fazê-lo feliz? Ela _ … Continuar lendo

Publicado em Arte e etc. | Deixe um comentário

Destino

Às vezes é cruel estar por aqui em busca de não se sabe bem o que é bom ruim ou perfeito demais. Como se fantoches fôssemos, assombrados com a perspectiva de viver cada momento nas intrínsicas curvas da vida nas … Continuar lendo

Publicado em Poetizando | Deixe um comentário

Eu aprendi dizer adeus…

Cara, hoje eu pensei em ti, vi teu filme em minha aula de roteiro e assisti  ao teu roteiro escrito pelas mãos do destino. Senti que meus olhos molhavam junto com os de tua mãe e do teu irmão. Mas, cara, que … Continuar lendo

Publicado em Poetizando | Deixe um comentário

Choro na Lapa – Cinema

“Brasileirinho”, filme que leva o título deste choro de Waldir Azevedo mostrou como os jovens reverenciam os mestres. Com o renascimento da Lapa (movimento do qual participei) várias oficinas estão funcionando a todo vapor. É muito gratificante ver um bairro … Continuar lendo

Publicado em Arte e etc. | Deixe um comentário

Filme editado

Ficção de repente de repente ficção Alucinação momento vão Corta pra dentro insere alí edita edita edta! muito texto diálogo longo cena ruim luz errada  _beijo agora não edita edita edita! cancela não deu apaga volta outro roteiro outro argumento … Continuar lendo

Publicado em Poetizando | Deixe um comentário