O preconceito de Lolita pela lente underground

clip_image044.jpg200220680-001.jpg200120433-001.jpg57_p.jpgu23363928.jpgkd_20060115_0363.jpgaa044947.jpg200126010-001.jpg200116240-001.jpg65_p.jpgbcp021-56.jpgaa043865.jpg200195352-001.jpgjh_20050725_0519.jpg200152611-001.jpg61_p.jpg

EU TERIA A CADA SEMANA UM MENINO PARA AMAR…”

 LEGADO AOS PEQUENOS PRÍNCIPES

Se eu fosse uma deusa, ou mesmo semideusa,

Decretaria na Terra o fim do Preconceito.

Não haveria um mortal vivo que praticasse tal crime;

O amor seria pleno e sexo inerente e livre total.

E quem quer que fosse violasse minhas leis seria punido

Com seu órgão genital amputado e sua língua queimada

Para que jamais voltasse a proferir e disseminar o mal.

Lolitas e Humberts não seriam ficção

E todos amariam seus amantes como assim o foi

Na Grécia Antiga!

Meninos e meninas e Renato Russo, Oscar Wilde, Allan Poe

Cazuza, Lauro Corona e Marlene Dietriche

Não teriam sucumbido às más e fétidas línguas da humanidade

Assim como não seria ferida a garotinha Cássia Eller

Pelas sinistras e amargas obscuras profecias

Em êxtase agonizante  dos que procuram a luz

Nas lanternas dos afogados, no desespero das Escrituras…

Mulheres amariam meninos e homens sairiam

das páginas de Nabokov

Para honra e glória minhas.

Haveria festas em meu castelo e os Senhor dos Anéis

Meu convidado principal.

Krshna homem e mulher, e pederastas de um reino longínquo

Trariam os deuses gregos de volta,

Zeus copularia com Lolitas

E Pequenos Príncipes com Rainhas Mães.

Meu reino seria perfeito de amor e liberdade,

Eu teria a cada semana um menino para amar…

E entre vinhos e poesias sânscritas

entregaria meu cálice envenenado

Ao carrasco que a mim atrevera-se   trair

Levando acorrentado

Meu príncipe oriental,

O último a chegar em meu reino.

Toma pra ti, menino dos olhos puxados

Minha nova lei e dinastia;

Segura em tuas mãos meu brasão encandescente

Que a rainha não é má e nem a tua mãe.

Aqui poderás ficar para sempre

Porque em meu reino, além de não existir o Preconceito

O amor eterniza minha carne,

Enquanto os cavaleiros viris tomam conta

De mim…

Sua opinião me interessa ;)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s