Eu e uma Pessoa – Série

pintura4.jpgSeria tão bom se as pessoas vissem as coisas como eu vejo…

Seria tão perfeito se as pessoas gostassem
de apenas gostar, sem deixar rancores ou malefícios
contaminarem o coração nosso…

Seria tão bom se eu pudesse morrer
sabendo que a ninguém magoei
que consegui explicar meu inexplicável sentir…

Seria tão bom olhar você nos olhos
para que acreditasse em tudo que falei
e eu falei que a vida é uma aventura insólita
e que precisamos inventar amor
eu disse em gargalhadas, eu disse mal de Deus

Mas que estúpida me apresento
se sem Ele eu nada seria
eu jamais poderia estar criando poemas e poesias
roteiros e amores impossíveis

Seria tão bom eu reunir os que te fato amo
e mesmo os que não amo porque
esses não existem, pois que amo a todos…

Esta é a prova de que meu coração é bobo
nada me atinge, eu não consigo odiar
era pra eu ser presunçosa anomalia
mas sou apenas uma pessoa que sempre fui assim
e que bom que eu não desisto de falar do amor
porque muitos são iguais à mim na intensidade
mas numa versão mais maligna, estas coisas
que levaram os homens a se discriminarem
que fizeram a guerra, e sumiram na esquina da ilusão…

Sei que a curiosidade sobre mim sobrevoa
então deixo meu recado em secretária eletrônica
em e-mails
MSN, ou na chuva que leva embora
minha tão antiga crença nas pessoas de bem.

Não é porque sou gostosa e assumida
que deixarei o fato de ser mulher
atrapalhar o processo de minha alma
em comunhão com Deus!

Este no qual sempre acreditei
porque se Ele me tira o bálsamo e o néctar
com certeza me aliviará a dor

 (Deus pode ser um vento, uma nuvem, não importa)

de, antes de mais nada, ter amado um ser humano como eu, e neste caso
eu amo meus irmãos porque também sou ouvinte de Cristo!

Estar no desafio em assuntos facilmente resolvíveis é para mim
uma afronta porque meu amor é longínquo demais…

Pode ser mais forte que um leão,
um exército do bem…

Mas uma palavra mal dirigida a mim
pode destruir todo o meu acervo,

Este que juntei por toda uma vida,
este onde estão escritos todos os meus sentidos
e todas as minhas reais intenções com meus amigos:
nunca, de maneira algumna eu trocarei sexo
pelo verdadeiro amor da confraternização.
Entristecida porque não fui compreendida num momento
em que tudo que gostaria era de fato
amar você sobre todas as coisas, ou te amar como fui amada, graças a Deus!

Sou escritora viajante que, na madruga se encontra com sua própria alma, que escuta passos de Pessoa no corredor de minha memória,
sou uma atrocidade que incomodo aos outros
mas sou real mulher que sabe conviver com seu passado
e lidar com inusitado futuro…
Como dizer que estou feliz?

Sinto-me constrangida porque me envergonho por estar feliz,
como se fosse mais de acordo comigo a tristeza
Ah, Fernandinho! o que me causas em madrugadas sem luar
quando somente a chuva eu vejo pela janela do meu castelo!

Como eu queria agora ser a mais bela filha de Deus!

Porque cansa a necessidade de ouvir o coração maduro que repreende
as infantilidades momentâneas de namoros no portão,
Ai, Pessoa, não se assutes comigo,
fui pega na madrugada por você!

E sempre soube que onde pisas, um coração fica pisado

E é por isso que tive a ousadia de deixar aqui
O sangue pisado de uma eu triste ao lado
De Fernando Pessoa…

Anúncios