Quem sou eu afinal?

Talvez apenas uma presunçosa

blogueira

Sem eira nem beira

À beira do abismo

Na beirada de minha vida

Disfarçando minha tristeza

Perscrutando meu espírito

Inventando amores

Em alquimias distantes

Distantes do sol e da lua

Das luas dos sóis

E as noites são fake

Minha beleza é feia

Meu silêncio rascante

Desafino em meus poemas

Tão mentirosos

Tortos mal escritos

Como meu destino

Que traçaram ao bel prazer

Da desgraçada vida sem rumo

Que insisti em viver

Dando pra uns, momentos

De gozo eterno até o amanhecer

E a outros toda chama

Do meu inferno gélido

E fisiológico

Mas quem sou eu afinal?

Mulher e homem

Criança e velho

Todos reunidos

Entre minhas pernas lisas

creme  d’Boticário

Dentes rasgando carnes

Lábios mornos de sexo

E umidade na língua ferina

A rainha má

Cruel cachorra

A morder os meus amores

Sou fake sou feia sou má

A gostosa na praia

A velhice chegando

Onde estará a gostosura

Da bunda e dos peitos

Imitando o silicone

É natural – pode pegar!

Mas e a dor na madrugada

Cadê o revisor

Dos textos

Imundos e obscenos

Que eu dei pra ele

Pra ela e pra mim

Pro diabo

Me fazer amor daquele jeito..

Quem sou eu afinal?

Burra garotinha

Que invade as camas dos amigos

Sem escrúpulo sem noção

Cuidado, sexo é pecado

Só amando dá certo

Mas meu amor é fake

Eu sou bela, gostosa e feia

A rainha má

A vampira espacial

A caçar cometas e gametas

Escravizá-los por uns momentos

E depois assassiná-los

Loucos de prazer e saudade

Quem sou eu, afinal?

Uma contadora de estórias

Mentirosa perfumada

Profanada em Alcorão

E entre os padres

Safada fadinha disfarçada

Em flor de liz

Margaridas indecentes

Não amo não amo não amo

Sou fake sou feia e quente

Esquece este rosto essa língua

E esta roliça e rotunda coxa

Que te aqueceu lá atrás

Era mentira, eu nem gozei

Sou má, perversa mundana

Poeta das abelhas

Meu ferrão te mata

Entre minhas pernas que te estrangulam

Enquanto morres a perguntar

Quem sou, ora, a poeta má

Sou fake, sou feia

A linda bruxa que

Encanta o macho

Antes de amá-lo

Arrebatá-lo de prazer

Divorciada carente – ha-ha!

Quanta mentira, Juan!

Ah, e como dou prazer

Mas vá embora agora

Já sabe quem sou eu

Sou fake sou feia

Sou má.

Vista tua roupa.

Mais tarde tenho um encontro

No MSN…

Anúncios

Um comentário em “Quem sou eu afinal?

Sua opinião me interessa ;)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s