O futuro da televisão

televisao.jpgEm tempos de novas mídias, hipermídias e todas as novas linguagens tecnológicas à disposição do roteirista de audiovisual, me pergunto onde irão parar  os programas populares, os grotescos e a teledramaturgia.

Mistério. De um lado a TV, hipnose popular de absoluto interesse comercial. Como no séc. XVII, nossa televisão, embora elaborada pela elite, direciona sua maior parcela de entretenimento ao popular. Como aqueles espetáculos em praças públicas com circos e aberrações. Os espetáculos populares.

O povo, que em sua maioria não tinha acesso à tecnologia, começa a comprar seu PC em suaves prestações, incluindo-se num ambiente globalizado de informações.

Quando o computador estiver presente em todos os lares, famílias inteiras navegando na internet, e roteiristas cada vez mais antenados nas novas mídias – vídeos, cinemas digitais, os sites da Web, mundos virtuais, games de computador… E ainda, consoles computadorizados, as instalações interativas por computador, animações com imagens reais e sintéticas por computador, multimídias e  demais interfaces humano-computador, é hora de perguntar: O que será da Televisão?

Nada de otimismos, cara pálida! Ela não vai extingüir-se ou perder para a tecnologia. Antes, ela entra com força total na era das hipermídias, ou seja, roteiristas começam a se mobilizar para equiparar as tendências dessas novas linguagens no audiovisual do televisivo.

Mas, o que será diferente na TV a partir de agora, com essas maravilhosas geringonças tecnológicas?

A TV digital está entrando no ar. No Brasil já é característica cultural o povo ficar paralisado diante da telinha (ou telona). Quem não perde horas diante dela, né não?

Minha previsão é que as maiores emissoras do país como Globo, seguida de SBT, Record e Band, fatalmente introduzirão essas novas mídias para a televisão. Afinal, a internet é essencialmente free mas o merchandising na TV ainda é o que move bilhões no mundo espetaculoso de imagens e propagandas.

Só esperamos que Faustões, Xuxas, Gugus, Ratinhos e Raus repaginem-se, porque mesmo o grotesco terá de ser revisto. Filmes serão produzidos com efeitos tecnológicos, invadindo a TV que sempre será a parceira do cinema.

Mas e o futuro do melodrama? As novelas viciantes? Os mocinhos e heróis?

Ao meu ver, aí, nesta exata curva dramática, o Brasil finalmente entra pela tal porta do primeiro mundo, trazendo um povo (telespectador) mais preparado porque este terá um PC em sua casa e não mais deverá ser ‘iludido’ como sempre o foi.

E neste vácuo provocado pela tecnologia e virtualidade, surgirá a oportunidade de se ver um Brasil entrando definitivamente no mundo globalizado.

Quanto ao que se verá na nova Televisão Brasileira…

Bem, essa parte deixe com a gente. ;)

Anúncios

Sobre Day

As pessoas que consideram que a coisa mais importante da vida é o conhecimento lembram-me a borboleta que voa para a chama da vela, e, ao fazê-lo, queima-se e extingue a luz. (Tolstoi)
Esse post foi publicado em Politicamente.... Bookmark o link permanente.

Sua opinião me interessa ;)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s