acabado enfim


o doce vira sal na língua azeda, cansada

enquanto açúcar esfarela garganta abaixo

entre o mel e a viagem insossa que derrama

as minhas ilusões em cada gota áspera

do bruto melado sem gosto eterno

na refinaria de minha alma.

meu coração é pulso forte

que aguarda convalescer da cama

aquela onde beijos e facadas apadrinharam

um casamento de duas afoitas borboletas.

e no arvoredo do quintal

as abelhas riem de minhas feridas

das picadas que incham minha pele

de cor dúbia – sem sangue eu sou.

sem viagem, postagem sem rumo

meu agonizado ser sem paladar

consome e lambe apenas o sumo

do dissabor daquele amor

que mutante

estrangulou a mais doce

ilusão vivida por uma borboleta

virtualmente anônima…

Anúncios

2 comentários em “acabado enfim

Sua opinião me interessa ;)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s