E agora?


Difícil acordar com tristeza de um dia errado, como se a vida realmente não tivesse mais nada a oferecer, uma espécie de neutralização frente a todas as nossas lutas que perdemos assim, sem poder bélico, sem exército, amor nenhum.

Ser este ser humano dói, já que experimento prazeres e nenhum satisfaz a fome do poeta, nada diminui a agonia e a claustrofobia de estar neste mundo e não ser.

Como um vírus eu saio invadindo minhas entranhas em busca de novas sensações e agrido todos os meus sentimentos com piedade nenhuma.

Como descarga elétrica eu observo o fracasso dos amores que eu mesma inventei para escrever poemas sangrentos e felinos que após serem escritos, dilaceram-me por dentro e eu então sinto remorsos e medos dos monstros que eu crio para ser feliz. E não sou.

Suicidas são covardes mas opcionais. Rir é melhor que chorar quando não rimos de nós mesmos. Como eu agora nesta manhã carioca, sem sol nem amor.
Fazer o quê?…

Anúncios

5 comentários em “E agora?

  1. ERRATA

    Onde está escrito

    “A única coisa que a agonia, a claustrofobia, é o amor, mas esse não pode ser inventado.”

    leia-se “A única coisa que alivia a agonia, a claustrofobia, é o amor, mas esse não pode ser inventado.”

    Desculpe-nos pelo transtorno.

  2. BELÊ?
    eu tô…
    consegui exportar o meu blog. Isso quer dizer que consegui o seu também.
    Devo mudar de endereço ainda hoje…. Venho cá para o wordpress.
    Exportei ATOM para RSS, importei num servidor vagabundo que nunca usaria para outra coisa, mas o wodpress.com não imprta RSS. Então exportei para WXR.
    http://labotatoriorpg.googlepages.com/DAI_192POSTS.xml
    (A extensão do arquivo continua XML, mas é para importar usando a opção de importar a partir do wordpress)
    Assim que terminar umas coisas passo aqui para deixa o endereço da casa nova.

    Estou comentando o último post que eu li. (vc posta demais… que prolixa, você…)

    PS
    Não precisa agradecer. faria isso por qualquer um. Ainda mais por uma pessoa que escreve bem, e num caso onde eu mesmo tenho motivos pessoais para descobrir como fazer.

  3. Pois é… ele vem e créu! Ah, esse madito amor, né?
    Quem inventou, vc sabe, poeta?
    Beijo 🙂

  4. ai…

    Água lava. Seja lágrima, café, chuveiro ou chuva.
    Não posso indicar um tango argentino, por isso recomendo um expresso italiano…

    Ser humano dói.
    A única coisa que a agonia, a claustrofobia, é o amor, mas esse não pode ser inventado.

Sua opinião me interessa ;)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s