Cinco livros

Patrimônio (Drummond)

Duas riquezas: Minas e o vocábulo.

Ir de uma a outra, recolhendo o fubá, o ferro,

o substantivo, o som.

Numa, descansar de outra. Palavras

 assumem código mineral.

Minérios musicalizam-se em vogais.

Pastor sentir-se: reses encantadas.

 

Recebi um meme do Cochise Poeta que o recebeu  da Marcela, ou sei lá como a coisa se deu. A idéia é indicar cinco livros de sua estante. Estou na mesa do PC e a estante fica no segundo andar. Vou catar por aqui mesmo. Escolho entre os livros espalhados esses aí:

Oswald de Andrade, de Carla Caruso – Callis Editora Ltda.

Uma bem organizada biografia desse artista que reinventou a arte, com a Semana da Arte Moderna onde, junto a outros artistas, o escritor revolucionou o século vinte.

Tao Te King, de Pedro Tornaghi – Ed. Espaço e Tempo (extinta).

O autor reúne com belíssimas gravuras os 81 poemas que fundaram o Taoísmo, uma filosofia que auxilia a gente espiritualmente, independente de religiões.

–  Obras Primas de Alexandre Dumas, de uma antiga coleção aqui de casa que estou revisitando para elaborar um trabalho de roteiro.

Carlos Drummond de Andrade, A paixão medida – da José Olimpo Editora. Uma ótima coletânea de poesias do mestre.

Machado de Assis para principiantes, de Marcos Bagno – Editora Ática.

É uma biografia organizada por temas. Nada a ver a palavra ‘principiante’. Bagno mostra apenas um Machadão acessível a todos.

Então passo a bola para léo, Mário e Louis – os meninos super poderosos 🙂

Anúncios

Sobre Day

As pessoas que consideram que a coisa mais importante da vida é o conhecimento lembram-me a borboleta que voa para a chama da vela, e, ao fazê-lo, queima-se e extingue a luz. (Tolstoi)
Esse post foi publicado em Arte e etc.. Bookmark o link permanente.

7 respostas para Cinco livros

  1. cochisecesar disse:

    aiai
    dias depois, muitos dias depois…
    Obrigado por aceitar.
    É bom achar por ai uma pessoa que reconhece um pouco de dramaticidade brincalhona…
    Outro dia pensando nos livros que gosto descobri que na literatura brasileira só gosto dos magistrais marginais, dos lados a partir do D… Mainstream só poesia. Porosa tem que ser underground… Portanto não vou ler mais da metade das suas indicações, mas o resto está na minha lista de espera… (dumas já há bastante tempo diga-se de passagem)

  2. léo e só disse:

    oi Day.

    já tá lá! hehe.

  3. Dai :) disse:

    Identidade secreta: blogueiro! hehehe!
    Beijo Léozinho 🙂

  4. léo e só disse:

    oi Dai.

    Valeu pelo convite. Fiquei surpreso e felizem ver meu nomico aí.

    Amanhã publico. Suas escolhas estão daqui oh. Só não conheço o livro do Bagno Comecei a ler os 3 mosqueteiros. É bom demais.

    abs

    PS: Superpoderoso. Aì coitado de mim 🙂

  5. Dai :) disse:

    Eu que agradeço a visita. Quanto aos livros, bem… ainda não li um centésimo do que gostaria.
    Beijo Kovacs. 🙂

  6. Daisy, sempre cercada por bons livros… Obrigado pelo comentário gentil lá no meu mundo, fiquei muito contente.

  7. Ask The Dust disse:

    http://askthe-dust.blogspot.com/2008/05/indignao-cinfila.html

    Gostaria MUITO da sua sincera opinião sobre essa crítica.

Sua opinião me interessa ;)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s