Note e noites…

Você era o meu doce

Delicado como bala de côco antiga

A derreter na boca triste

Toda traição

Que coubesse em uma vida.

Meu céu de armagedon

Fogo a arder em beijos nucleares

Em subidas e fogosas noitadas.

E ainda teve a coragem de

Como um lorde camponês

Ir embora sem riso nem adeus.

Mas a vida é comédia de enganos

Não eras quem imaginei

E olha que ironia

Eu também mentia o tempo todo…

Estória de amor fadado

Que escritor não escreveria

Nem poeta a cantaria…

Por ser medíocre e ordinária

Ou de tão doída

Ninguém quisesse ouvir…

Cai assim em mal escrita página

No blog a rascunhar

Furtivas letras em desengonço

A provar a técnica errada

De um mal sentido amor.

Anúncios

Sua opinião me interessa ;)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s