Medo

Pós-modernismo Howard Hodgkin

 

Tinhas medo e não vias;

Eras enganada, sitiada na anti-moral,

Na mentira que contaram

Tantos homens de saias injustas.

No silêncio das noites muito sonhaste

Divagando em galopes de pecado e gozo.

Pobre menina, cresceu com olhar enviesado

Não queria ter que olhá-lo

Mas aos poucos, ao acariciá-lo

Notou que era pintura rara

Obra de arte o pênis de Deus.

Anúncios

2 comentários em “Medo

  1. “A procura da verdade – … – traz sempre consigo, se nela se emprega quem merece prêmio, o conhecimento último da sua inexistência. A sorte grande da vida sai somente aos que compraram por acaso. A Arte tem valia porque nos tira de aqui.” Bernardo Soares no Livro do Desassossego.
    Beijos.

Sua opinião me interessa ;)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s