O que nós faríamos em 2009?

essa

Talvez!

Talvez, tentássemos atravessar a ponte sem amarras, ou, destruiríamos o cara que tentasse nos impedir…

Ficaríamos calados, com as luzes acesas… apagadas… e até sem luz? Melhor: ficaríamos sem luz?

Despejaríamos lixos tóxicos escondidos, e afogaríamos os bebês defeituosos? Assim, sem dó nem piedade?!

O que faríamos em dois mil e nove?

Erraríamos noves vezes nove a única verdade?

É… e qual seria esta tal verdade?

Aquela proferida e profetizada pelo padre e Raul Seixas?

Talvez (talvez), um som silábico, monossilábico

Restringindo nosso maior espírito?

Ou… talvez ficássemos na esquina, expelindo os conhecimentos, com ânsia de usar aquele sanitário, a casinha, onde seria tão bom… defecar.

Vejam, vejamos. O que faríamos, eu e você em 2009?

Desistiríamos de sexo?!

Esqueceríamos o banco e suas tarifas?

Perdoaríamos o presidente Lula? Ha–ha!

Talvez. Talvez!

Aprenderíamos latim, grego… a língua de Cristo?

Hum… pode ser que apenas nos entregássemos ao “não”.

Tudo bem… creio que ninguém ouve, assim, concretamente, a voz divina…

E as prostitutas e os ladrões desfilariam com os costureiros das fantasias…

Então, poderíamos ser homossexuais! Quebrando as regras.

Paradoxos em virada de ano? A terra gira mais rápido, é isso?

Então… o que você faria, nós faríamos neste ano novo?

Leríamos os profetas?

Acreditaríamos que o Livro foi escrito num espaço de mil e quinhentos anos?

Ha-ha-ha!

Foi.

E, lá, por um um estranho consenso, não se encontra contradições.

Que coisa chata! Um livro copilado por mais de quarenta autores, que não se contradiz!…

O que faríamos em dois mil e 9?

No mínimo, desconfiaríamos de certa sabedoria ímpar.

Mas seríamos vários e múltiplos.

Somos escritores e saberíamos reconhecer o Livro!

Acho que simplesmente continuaríamos a honrar

A fonte da inspiração.

Seríamos rebeldes, com tamanho coração? Creio que não!

Escrever é acreditar!

Haja, em dois mil e nove!

Amém!

E, Jeff também.

Anúncios

6 comentários em “O que nós faríamos em 2009?

  1. Oiê!

    Como estás, amiga? Saudades docê!

    Bom, estou tão apaixonada que por hora a única coisa que vem à minha mente é ficar dependurada no pescoço do meu Bambino, rsrs.

    Claro que depois do carnaval pensarei mais seriamente em tudo, mas agora não 😦 tô diférias 😀

    Beijos no seu coração!

Sua opinião me interessa ;)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s