Arquivo do mês: setembro 2009

Azul como deve ser a alma!

Antes eu sempre mudava o tema do blog. Resolvi voltar à esta prática. O azul e as variantes do roxo são lindos. A primavera também. O uísque é o melhor amigo do homem, ele é o cachorro engarrafado. (Vinícius de … Continuar lendo

Publicado em alô! | 8 Comentários

Curta primavera

Quanto tempo passará até que não mais haja pressa de correr no tempo. Quantas vezes ainda terei de voltar aqui, abrir o blog, a cabeça, e tentar me comunicar de forma a não sentir-me meio morta e meio viva. Por … Continuar lendo

Publicado em Crônicas | Marcado com | 4 Comentários

Maravilhosamente XIV Bienal Internacional do Livro no Rio de Janeiro

Espetáculo Personagens criaram vida, surgindo diretamente das páginas dos clássicos, sob a curadoria do ator e diretor Paulo José. A atração contou com a participação de Matheus Nachtergaele, Tony Ramos, Marília Pêra, Giulia Gam, Elisa Lucinda, Domingos de Oliveira, Priscilla … Continuar lendo

Publicado em livros | Marcado com | 3 Comentários

A revolta dos corvos – parte II

Leia a primeira parte, por favor. A Revelação Edgar pousou a mão no peito. Calma, Edgar, muita calma. A xícara despedaçara-se no chão. Arrastando os cacos com os pés para um canto, o rapaz, mais calmo, respirou fundo. Um frio … Continuar lendo

Publicado em Contos | Marcado com , | 8 Comentários

A revolta dos corvos – parte I

Para Edgar Allan Poe, com receios. Parte I – O homicídio Auguste Dupin não tardaria a chegar. Entretanto, era tarde demais. Quando Edgar ligara para a polícia, achou que salvaria a vida de Violet, sua patroa, que agora sangrava como … Continuar lendo

Publicado em Contos | Marcado com , | 4 Comentários

“O Beijo da Mulher Aranha”

Finalmente estamos a sós. Como ninhada desmamada que grita de longe por colo. Somos tristes, contudo, quem mais pode-se dizer feliz, se a crosta terrestre derrete-se lentamente; o céu está estranho. A internet assusta com suas previsões e previsíveis profecias. … Continuar lendo

Publicado em Poetizando | Marcado com , | 7 Comentários

Rosecléa vai casar!

Ela estava em dúvida. Eram dois vestidos perfeitos. Um, mostrava os peitinhos, ousados eles ficavam no decote. Com vinte e sete anos, estava na hora de largar de ser besta. Mordomia era uma cidade pequena. Achar um homem, tarefa das … Continuar lendo

Publicado em Contos | Marcado com | 2 Comentários

A solidão dos clones

Acordei, nesta maravilhosa manhã de sábado, tentando ficar bem, tipo não pensar em nada aborrecido. Doce engano. Liguei o computador, para ler, escrever, distrair-me. Sabe como são as coisas da internet. Quando dei por mim, fui parar numa matéria bizarra, … Continuar lendo

Publicado em Crônicas | Marcado com , | 7 Comentários

O Antianticristo quem lerá?

Nódulos enfurecidos, entranhados entre os neurônios dos pesquisadores e dos filósofos sem fundamentos, que não explicam por que ainda se fala em Freud e parnasianos poemas que fazem nosso dia-a-dia. Por quê?! Eu nem queria isto pra mim, essa miséria … Continuar lendo

Publicado em Luz e escuridão | Marcado com , | 7 Comentários

Nós

Bocejos Fome Vontade… Falta Dinheiro Falta Tudo Você Não vem Mesmo E outro Não desejo Falta Vontade Fome Sede Vazio Falta Você Ou não Não falta Nada Tudo some Se quero Não mais Querer-te Não Não falta Nada Mesmo Eu … Continuar lendo

Publicado em poema? | 2 Comentários