nervos rompidos

mulher_sangue

Ânimo, ânimo!

Aquela voz… aquele cheiro de éter. Os olhos do médico verdes por baixo dos óculos. Ânimo! Reage!

Uma sensação incrível toma conta de mim. Era confortável me sentir nua, me deixava mais à vontade. Dava mais confiança.
Estava sedada. Sei disso porque não sentia dor. Era para sentir. Mas no lugar disso, uma sensação tão boa. Lembranças começaram a visitar-me. Meu espírito subia e descia, juntinho com minha tranquila respiração…

Estava debaixo do chuveiro. César havia me procurado a noite toda. Mas eu não quisera, não o amava mais. Eu estava muito bonita. Uma geral na pele; lifting, drenagem linfática. Estava linda e fria.

À força! Filho da puta. Doeu. Uma dor de coração. Fina e insistente.
As lágrimas quentes destoavam da ducha gelada. Lembrei de minha infância.

Meu avô era músico. Cada criança que nascia na família, ele fazia uma música. A minha era um bolerinho lindo. Sorria para um sofredor… Não conhecia a melodia, só a letra. Ele morreu antes, o meu avô… Nunca me interessei em ir à Biblioteca Nacional pegar a partitura. Um bolero…

Meu gato ficara espantado com meus gritos. A brutalidade de César era realmente repulsiva. Lembro ter caído no chão. Bum! O gatinho saíra correndo. Miaaauuu! Inclemente, me possuiu alí no chão. Eu arranhava ele, suas costas, o mordia. Parecia gostar, pois se excitava mais e mais.

Acho que tem beija flor na música. Um bolero com beija flor pode ser legal. Confesso que desconfio da qualidade. Sou ridícula. O avô era maestro.

Entretanto, música pode ser linda com uns dois ou três acordes. Música vem dos anjos. Do céu. Da alma….

Estou sedada. Estou sedada. Se…da…da. O teto é branco. Os olhos do médico são lindos. Quero eles. Agora sinto desejo. Deve ser a droga. Tento estender a mão para alcançá-lo, a sua mão. Beijá-la. Esfregá-la em meus… lábios. Estou nua. Sedada é bom, parece que vou voar. Vou…

César tornara-se asqueroso para mim. Seu hálito de uísque e charuto. Seus dólares, a cocaína. E aqueles amigos insuportáveis. Todos de olho em mim. Desejavam-me. Aliás, tudo que era de César. Mas era a César o que é de César. Só olhavam. Eu vomitava só de pensar.

Estou com quatro anos e brinco de boneca. Não, não quatro. Sim, seis anos… quase dez. Bebi uma garrafa de sinzano miniatura. Na estante do meu avô. Danço com minha boneca. O avô toca o trombone. Será que é a minha canção? Estou inocentemente bêbada. Beijo a boca da boneca e danço bolero…

Escorrego no banheiro. Sangue. Muito sangue. Cortei o pulso no vidro de bancada. Minha mão está pendurada. À César…

Um litro de sangue! Ai, meu Deus, vou morrer, né? Depois de tudo que houve. Que tristeza, morrerei assim, nua e sedada num hospital, apaixonada pelo médico de olhos verdes!

Não… não dá para ler seu nome. Quantos litros de sangue ainda tenho? Três, um pouco mais… já era meu tendão. Tendão e nervo esfacelados. Paralizada a mão. Bem me quer, mal me quer… sem mão.

Tentou suicídio?

Eu?! Logo eu, que amo a vida?

Só não amava mais o César! Cachorro, fedorento. Mau. Lobo mau…

Chapeuzinho vermelho eu era. Teatro na escola. Errei a fala. Todos riem. Ha-ha-ha!

Vou dormir. Sono. Talvez sobreviva. Não chamem o César. Quero um amante. Pode ser o senhor, doutor. Pode ser qualquer um… O bolero. Tá ouvindo, doutor? É… é lindo!…

Anúncios

4 comentários em “nervos rompidos

  1. Maupassant é ídolo para quem escreve contos. Ele é plural e indiferente aos personagens. Obrigada, Erwin, mas você é muito mais Maupassant com sua variedade de temas. És rico em seus personagens. Fiz umas correções básicas aqui hehe. Pressa…
    Beijo, amigo. E valeu! 🙂

  2. Um conto de Maupassant chamado Sonho descreve os efeitos do éter, da mesma forma que você; e outro chamado Ciúme também descreve os sentimentos que saem de dentro dos seres, de um ângulo muito parecido com o seu. Uma espécie de loucura momentânea. Você cada vez mais inspirada e faz me lembrar de uma propaganda antiga, muito antiga, que dizia: amor é amor e vermute é Cinzano. Beijos, querida.

Sua opinião me interessa ;)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s