Arquivo do mês: agosto 2010

O Fantasma André

Acordei no meio da madrugada. Dava para ouvir os ruídos da festa que ele fazia na sua casa. “Sua” é só maneira de dizer, já que “minha consciência”, por mais confusa ou repleta de informações obsoletas que seja, era minha. … Continuar lendo

Publicado em Contos | Marcado com , | 7 Comentários