Livro – O GRANDE BANQUETE, eles e elas e os risos do fado

 

Quem ama, não esquece, respeita.

 

Resultado de imagem para livro o grande banquete, eles e elas

A Vida é um Fado

Tive o privilégio e a sorte de chegar às minhas mãos, um romance surpreendentemente belo, repleto de lições filosóficas e amor.

“O grande banquete, eles e elas e os risos do fado”, é um livro para ser degustado e suspirado a cada página. Esta leitora se pegou, em vários momentos, com singelo riso no rosto. Emocionante a forma como Ricardo Ferreira apresenta uma história de amor, que começa na faculdade até os últimos dias de Carlos, um cidadão português que veio morar no Brasil, por amor de sua Lisa, baiana a quem conheceu em Lisboa. Um sentimento romântico que está cada dia mais raro de se ter notícias.

Com o lema “Quem ama, não esquece, respeita”, o narrador segue contando os momentos inesquecíveis de ricos e envolventes personagens. O escritor traz a força do amor, em um lirismo típico dos autores portugueses.

O romance tem elementos de um longo conto, e como tal, cuida da estilística com primor.

Trata-se de uma tragédia contemporânea, onde Ricardo Ferreira, nascido em Angola e criado em Portugal, não perde o fio da meada e, oportunamente, faz triste crítica à violência urbana a que estamos submetidos no Brasil, pátria que o escritor tomou para si, escolhendo a Bahia como lar.

O livro me levou do riso às lágrimas, emaranhando as emoções que somente os bons autores conseguem despertar no leitor.

Os personagens Lisa e Carlos ficarão na lembrança de uma linda história de amor, mas que nos obriga também dividir a dor de uma vida que foi marcada pelo destino (fado), no entanto,  deixa a lição mais preciosa ao coração do leitor: “Quem ama, não esquece, respeita”.

Prometo não esquecer. Nem quero.

O amor é, sem dúvidas, o personagem principal de “O grande banquete”. É um belíssimo livro.

A leitura foi um imenso prazer. Cumprimento o escritor, respeitosa e orgulhosamente.

Daisy Carvalho

 

 

 

 

 

 

 

Anúncios