Arquivo da categoria: Sombrias Poesias

SÚBITO

SÚBITO Minha sanidade onde a perdi Em qual momento deixou de existir Para ser tormento Quão bom é enlouquecer As rosas ficam em ballet Lírios aspergem voam Há dois sóis há ternura Nuvens Jô girassóis Certamente é bom estar nada … Continuar lendo

Publicado em Arte e etc., Belas, Poetizando, Sombrias Poesias, Tentativa de poetizar | Deixe um comentário

Módica Música

Já fui lésbica Sádica Ínfima Sórdida Drástica Súbita Mórfica Ácida, Mônica Cínica Búlica Lírica Nômade Séria Lápide Fétida Súbita Cêntrica Lúdica Útera Máxima Lógica Trêmula Nádica Bêbada Nódoa Sântica. Já fui mística, tática De novo lésbica Fêmea Sólida Líquida E … Continuar lendo

Publicado em Belas, Poetizando, Sombrias Poesias | Deixe um comentário