Consciência sem cores

É pena que as idéias se fechem em rótulos políticos.

Hoje é o Dia da Consciência Negra. E Zumbi dos Palmares é lembrado e homenageado em toda parte.

Tolice é não reconhecer que o referido guerreiro negro não era apenas um líder estrategista negro. Zumbi representa Consciência Social, Socialismo, e Liberdade. Não dos escravos negros. Pois dava início à consciência de uma liberdade espiritual do indivíduo. Buscava a razão de vivermos em sociedade fechada e dócil aos ‘capitães’.

Hoje e sempre, o Blog da Dai pensa a liberdade humana.

E esta liberdade é direito de todos, independente de cores, religião, orientação sexual. Enfim, Zumbi foi guerreiro que lutou pela livre escolha de viver de cada ser humano, negro ou não.

Que a palavra consciência seja mais que uma palavra a ser comemorada hoje.

Podemos começar por exigirmos satisfações de um governo corrupto.

Onde anda nossa liberdade, num país em que pobres morrem, doentes em filas de hospital, ou apodrecendo nas cadeias sem julgamentos?

Onde anda a liberdade, o direito de conhecimento, direito à educação?

Devemos ser Zumbi, um pouco de Zumbi no sangue não faria mal a ninguém.

Axé!

 

Parte IV de Navio Negreiro (Castro Alves)

      
Era um sonho dantesco… o tombadilho  
Que das luzernas avermelha o brilho. 
Em sangue a se banhar. 
Tinir de ferros… estalar de açoite…  
Legiões de homens negros como a noite, 
Horrendos a dançar… 

Negras mulheres, suspendendo às tetas  
Magras crianças, cujas bocas pretas  
Rega o sangue das mães:  
Outras moças, mas nuas e espantadas,  
No turbilhão de espectros arrastadas, 
Em ânsia e mágoa vãs!  (…)

Leia o poema completo aqui.

Anúncios